Organizações Não-Econômicas e Filantrôpicas
  • Aspectos Legais e Tributários
  • Por Gilberto José de Andrade Filho
  • Compre aqui
Estamos há 19 anos ajudando você a atingir os resultados desejados! Associe-se hoje mesmo! Nossos associados contam com atendimento personalizado
e acesso à nossa base de dados
Adquira já o seu livro

CONTABILIDADE

Companhias aceleram ajuste a regra contábil



As empresas brasileiras aceleram sua transição do atual modelo contábil para o International Financial Reporting Standards (IFRS), norma adotada em mais de 100 países e à qual o Brasil terá de adequar-se dentro de dois anos. Estão em andamento processos de preparação para as novas regras em diversas companhias. Mas duas se adiantaram e adotaram o modelo completo, ainda não regulamentado no Brasil. É o caso da Gerdau e da Romi.

Setores com histórico recente na Bovespa também se preparam na expectativa de melhorar o desempenho das ações. Nesse grupo estão empresas como Klabin Segall e Lopes, de construção civil.

O maior benefício do IFRS, dizem empresários, é a melhor comprensão dos balanços por investidores estrangeiros, que participam com força das ofertas de ações na Bolsa. Pesquisa da KPMG constatou que esse é um dos principais atrativos da mudança, diz Ramon Jubels, sócio de auditoria da consultoria.

Fonte: Gazeta Mercantil






Localização

Entre em contato

Links Úteis